segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

2013 - MAIS UM ANO SEM TER O QUE COMEMORAR

30 de Dezembro de 2013.

Mais um ano que se encerra melancólico para o Brasil e para os Brasileiros.

Enquanto o povo iludido aguarda eufórico a virada do ano, a nação consciente, qual um palhaço triste, chora pelo ano que se finda perdido, e chora mais ainda pela  expectativa de mais um ano de corrupção, desmandos, mentiras e canalhices.

Comemorar o que?
Comemorar as mortes mais que anunciadas nas enchentes de todo ano?
Comemorar as milhares de mortes dos que aguardam atendimento nas filas do SUS?
Comemorar as milhares de mortes de crianças e jovens causadas pela fome, desnutrição, ou levados pela desesperança das drogas?
Comemorar a transferência de bilhões de Dólares para ditaduras do mundo todo, enquanto Brasileiros Nordestinos morrem a míngua, sem que os governantes lhes ofereçam um copo de água limpa e decente?
Comemorar a falência das instituições como um todo, mergulhadas que estão num pântano asqueroso de corrupção?
Comemorar a situação pré-falimentar em que se encontram algumas das maiores empresas brasileiras?
Comemorar a volta da inflação e de todos os malefícios que a acompanham?
Comemorar por sermos obrigados a ouvir os discursos ufanistas e aleivosos feitos por governantes, em cadeia nacional de rádio e televisão, quando o lugar desses mesmos governantes seria a cadeia?
Comemorar a vergonha que sentem os brasileiros de bem por serem obrigados a ostentar narizes de palhaço que nos foram impingidos por uma turba de imorais que se contentam com esmolas e mentiras?
Comemorar os estupros que políticos, e governantes praticam diuturnamente na Constituição Brasileira, sob os olhares complacentes de alguns juízes da nossa mais alta Corte?
Comemorar a corrupção que corre solta na preparação de uma copa do mundo que vai levar o país à bancarrota?
Comemorar, enfim, um ano novo que só traz no seu bojo as mesmas tristezas do ano velho, por que? Como?

A tristeza é maior para os que, como eu, estão passados dos 60 anos.
Esses homens e mulheres, que antes mesmo de completar a maioridade já lutavam contra a ditadura militar, engrossavam passeatas, apanhavam, eram presos para que o Brasil pudesse voltar a ser uma Democracia Plena se sentem, como eu, enganados ... envergonhados.

Lutamos tanto, para entregar o país para um bando de ladrões da pior espécie, que além de nos roubar dinheiro, manobra para nos roubar a DEMOCRACIA, a LIBERDADE.

Nos afronta com suas mentiras e engodos, ri da nossa inteligência, cospe na nossa cara, escorados pelos votos comprados junto as camadas mais baixas e ignorantes da população, usando para isso, o dinheiro dos nossos impostos, O NOSSO DINHEIRO.

Não meus caros, não há o que comemorar.

Como bem definiu Georges Clemenceau: "Um homem que não seja um socialista aos 20 anos não tem coração. Um homem que ainda seja um socialista aos 40 não tem cabeça",  e eu vou mais longe, NÃO TEM VERGONHA NA CARA.