sábado, 30 de junho de 2012

DA GUARANIA DO ENGANO AO SAMBA/TANGO DA TRAIÇÃO, UM LONGO CAMINHO DE VERGONHAS

Um paraguaio que me segue e eu o sigo no Twitter, me lembrou de uma frase há muito esquecida, de George Orwel: 
"Em tempo de enganos, optar pela verdade é crime."


Pois bem, o povo paraguaio exerceu a SUA verdade ao depor fernando lugo.


O homem que por ter quebrado seus votos religiosos foi rejeitado pela sua religião, por ter desonrado os votos que recebeu de um povo livre, foi da mesma forma rejeitado.


Suas mentiras e traições, foram descobertas e punidas com a perda do Mandato em um processo absolutamente dentro do que prevê a Constituição daquele país;  A LEI MAIOR DAQUELE POVO, que se recusou  aceitar a baderna e a corrupção que acompanha o bolivarismo tacanho e canalha criado nas latrinas cubanas e defendido por hugo chaves, dilma roussef, lula da silva, cristina fernandez (kirchner) e pepe mujica.


E aí, começou um longo caminho de vergonhas para nós, Brasileiros do Bem.


Primeiro foi a VERGONHA de vermos nosso governo contestar uma ação legítima e absolutamente DEMOCRÁTICA do congresso paraguaio, e aliar-se aos que tinham e têm interesses na baderna social que as ações desse governante mal intencionado estavam levando o país.


Depois veio a VERGONHA de sabermos que o governo que críamos DEMOCRÁTICO, aliou-se ao bolivarismo canalha para excluir uma nação DEMOCRÁTICA do bloco do Mercosul e no seu lugar, cinicamente, aceitar uma ditadura perversa, que é da Venezuela.


Não nos bastassem essas vergonhas, ainda temos que nos envergonhar com a descoberta de que o Brasil juntamente com a Venezuela do simiesco hugo chaves, tramaram um levante armado contra a deposição CONSTITUCIONAL do reprodutor de batina, levante este, que só não se concretizou por conta das convicções democráticas dos comandantes militares Paraguaios.


Mas, a VERGONHA  MAIOR ainda esta, ou estava oculta e ora se mostra na sua plenitude:


É a VERGONHA  de sermos um povo sem brio para nos insurgirmos contra este tipo de GOVERNANTES CANALHAS.


É a VERGONHA da passividade com que o nosso povo assiste ao massacre da VERDADE  e aceita ver o ENGANO  triunfar, muito embora  sejamos nos todos, vítimas das mesmas canalhices que motivaram a destituição de fernando lugo.


Por fim, nos resta uma VERGONHA MAIOR que é a CERTEZA de que nossos congressistas jamais teriam a coragem e hombridade dos congressistas paraguaios, de dar um basta nos desmandos de governantes sabida e comprovadamente corruptos, pois, como estes, encontram-se mergulhados na latrina fedorenta que o lulo-petismo transformou o governo brasileiro.


Com ou sem o Mercosul, Unasul ou qualquer coisa do gênero, o Paraguai irá seguir seu rumo, que eu suspeito, seja melhor sem, enquanto nos, seguiremos com a nossa VERGONHA  de sermos um povo bovino, governados por mentirosos e canalhas da pior espécie e com a VERGONHOSA certeza de que jamais teremos CONGRESSISTAS ou militares dotados das qualidades que os PARAGUAIOS 

quinta-feira, 28 de junho de 2012

A ECONOMIA BRASILEIRA, A CRISE E O REBAIXAMENTO DA CLASSIFICAÇÃO DO BANCO DO BRASIL

Dia 1º de Maio, a presidAnta da República fez um pronunciamento em rede nacional intimando os bancos privados a baixarem suas taxas de juros, que ela erroneamente chamou de "spred".


Como resultado dessa fala, os  poucos bancos privados que baixaram suas taxas de juros, compensaram essa perda com grandes aumentos em suas taxas administrativas, porém, os bancos públicos, (CEF e BB) foram obrigados a baixar as taxas por ordem presidencial sem poderem usar taxas compensatórias, e isso já começa a mostrar seus reflexos.


O Banco do Brasil, ao contrário do que pensam muitos, não é um banco estatal, e sim uma S,A. de Economia Mista, nos mesmos moldes da Petrobrás, onde o governo é acionista, mas capta recursos na Bolsa de Valores, e por essa razão o seu desempenho é medido pelas agências de risco, e hoje, uma delas, a Moody 's rebaixou a nota dele e de mais sete bancos brasileiros devido a inconsistências  contábeis que colocam em dúvida suas capacidades de solvência caso ocorram algumas situações de mercado.


O rebaixamento da "nota" do BB, Safra, HSBC e Santander deveu-se a alta concentração de Títulos do Governo (dívida soberana) nas suas carteiras, e uma baixa diversificação do seu "leque de ativos" e pouca ou nenhuma diversificação de operações.


Bradesco, Itaú Unibanco e Itaú BBA, foram rebaixados também, porém em um nível menor por contarem com diversificação em suas operações e ativos.


A pior classificação coube ao Banco Votorantim, que como se sabe dedica-se quase que exclusivamente a financiamento do mercado automobilístico. Vale lembrar que o BB é acionista do BV, sendo dono de 49% do seu capital.


O que isso quer dizer?
Quer dizer que a Moody 's está se precavendo contra uma eventual dificuldade que o GOVERNO BRASILEIRO  venha a enfrentar para honrar seus compromissos com a dívida interna, que a esta altura, beira os DOIS TRILHÕES DE REAIS, (TREZENTOS BILHÕES A MAIS QUE O PIB ESTIMADO PARA 2012) , o que não é nada difícil de acontecer, dadas as condutas pouco convincentes que veem sendo adotadas pela atual equipe econômica, e pelo gasto exorbitante POR PARTE DO GOVERNO.


A "futuróloga" Mirian Leitão ... é isso mesmo que vocês leram, FUTURÓLOGA, porque comentar ou prever a economia aqui no Brasil é tarefa para futurólogo, tamanha as barbaridades que cometem, deu uma pista importante no comentário de hoje:
"E o governo brasileiro tem algum problema na sua dívida, como outros países? Não." 
(comentário completo) , mas no final da fala da uma pista interessante quando escreve:             "E os brasileiros continuam confiando no governo, continuam aplicando em fundos que têm título do governo brasileiro. O que está errado é a nota do Brasil, que poderia ser melhor."


Note que ela se refere a uma melhora na "nota"da dívida brasileira, coisa que nenhuma agência de classificação de risco se  dispôs a fazer.