segunda-feira, 24 de junho de 2013

O PT EM DESESPERO TENTA UM GOLPE BRANCO. ATENÇÃO OPOSIÇÃO!!

"Quando seus exércitos estiverem em minoria e sentires que tua vitória pode estar ameaçada, acenda muitas fogueiras e faça muito barulho, para dar impressão de força"           
 (Sun Tzu - 544 a 496 AC)

O xadrez político é por vezes fascinante.

Nos últimos dias, o governo lulopetista esteve perto das cordas, quase que nocauteado por uma onda de protestos que minou as suas forças, e mostrou claramente o quanto ele é fraco e sujeito a quebras.

Isso fez com que lula acionasse seus cães de guerra, e, eles latiram no portão da Democracia, com a clara intenção de espantar o perigo que ronda seus parvos domínios, demonstrando uma força que eles não têm.

Começou com um discurso pífio da presidente da república feita em cadeia nacional de rádio e TV para dizer "exatamente NADA".

Como segundo ato da demonstração do quanto eles se encontram enfraquecidos, essa mesma presidente convocou todos os governadores e prefeitos das principais cidades do país, com enorme alarde da imprensa, para dizer que ela e o seu partido pretendem dar um golpe de estado, e para isso contam "com a boa vontade de todos os governadores presentes e também  do Congresso."


Trocando em miudos; A presidente da república, ladeada pelo seu vice-presidente, que é professor de DIREITO CONSTITUCIONAL, e foi Deputado Constituinte, tentou mais uma vez rasgar a Constituição, ao propor que se crie uma Assembleia Constituinte, atribuição exclusiva do Congresso, para tratar de assuntos não previstos na própria Constituição, incorrendo, agora sim, em Crime de Responsabilidade, ao atentar contra a Carta Magna.

Para aumentar essa demonstração de fraqueza, a principal aliada do governo na divulgação de absurdos, a Rede Globo, cobriu integralmente a infeliz fala dessa figura tosca e grotesca.

No jogo de xadrez, o PT sacrificou a rainha para tentar salvar o jogo, mas não saiu da posição de xeque.

O próximo lance, ou o lance que cabe à oposição, se é que ela existe, é atuar coordenadamente, e fortalecer os movimentos de protesto, sem se preocupar com a governabilidade.

Os partidos de oposição, governam os Estados do Paraná, São Paulo, Minas Gerais, e Goiás que representam 50% do PIB e quase isso do eleitorado nacional; basta a eles esquecerem seus feudos políticos e atuarem em conjunto que a árvore podre que é o lulopetismo bolivariano se estatela em 2014, senão antes.


O BRASIL ACORDOU, MAS, SE A OPOSIÇÃO NÃO AGIR, BREVE VOLTA A DORMIR. ESTÃO ESPERANDO O QUE?

Eu tenho visto e lido nas redes sociais, pessoas e grupos pedindo a impugnação, ou impeachment, da atual presidente do Brasil, e, muito embora eu seja um dos que mais gostaria que isso acontecesse, não vejo como isso possa ocorrer, e os motivos são vários.

Pela Constituição Brasileira, a destituiçao de um mandatário só pode ser feita pelo Congresso, sendo que nem mesmo o STF, tem tal prerrogativa.

Para que se abra um processo de impugnação de um governante há que restar provado que o mesmo cometeu "crime de responsabilidade" que é assim descrito na lei 1079/50 e parcialmente aceita pela atual Carta Magna: "Crimes de Responsabilidade do Presidente da República: os que atentem contra a Constituição Federal e, especialmente, contra: a) a existência da União; b) O livre exercício do Poder Legislativo, do Poder Judiciário, do Ministério Público e dos Poderes constitucionais das unidades da federação; c) o exercício dos direitos políticos, individuais e sociais; d) a segurança interna do País; e) a probidade da administração; f) a lei orçamentária; g) cumprimento das leis e das decisões judiciais."

Tanto lula como dilma cometeram vários dos crimes acima descritos, mas faltou ao Congresso e especialmente à oposição pífia que temos, coragem política e HONESTIDADE para abrir um processo de impugnação.

Um texto de hoje escrito pelo Prof. Ossami Sakamori aventa a possibilidade de dilma perder sustentação, vindo a renunciar, o que eu também creio ser muito pouco provável, pois, para que tal aconteça, o CLAMOR POPULAR tem que se tornar ensurdecedor, para que os atuais congressistas se sintam acuados, caso contrário, o dinheiro do governo vai falar mais alto que a vontade dos que os elegeram.

Nas  duas hipóteses, Impugnação ou Renúncia, o CLAMOR POPULAR é imprescidível, como foi nos casos das Diretas Já e da Renuncia de Fernando Collor.

Diferente da situação de hoje, no caso das Diretas, existia uma liderança partidária; o PMDB, e especialmente Dr. Ulisses Guimarães que conseguiu unificar o Foco das massas, tornando o movimento impossível de ser contido.

No processo de impeachment de Fernando Collor de Mello a situação não era muito diferente; Desgastado pelo confisco da poupança e em permanente atrito com o Congresso, e em especial com o então Presidente da Câmara, Ulisses Guimarães, foi fácil jogar a massa e o Congresso contra ele, mesmo porque, o PT de lula teve papel preponderante na unificação do FOCO.

As manifestações que temos hoje nasceram de uma situação criada pelo PT para desgastar o Governador Paulista, porém o foco derivou expontaneamente para os descalabros cometidos pelo governo federal, porque o povo já não suporta mais a canalhice dos atuais governantes e legisladores, mas, a tendência é o arrefecimento, pois faltam Lideranças que unifiquem o FOCO.

Desde 1º de Janeiro de 2003 o desgoverno foi tanto que Segurança, Saúde, Educação, Transportes, estão hoje restritos a ações de marketing, devidamente endossadas e manipuladas pelos veículos de comunicação, o que mantêm a maior parte da população entorpecida, além de esconder qualquer notícia que de conta da real situação do país.

O governo federal acusou o golpe das últimas manifestações, principalmente as ligadas a copa do mundo de futebol, e, talvez seja este o caminho a ser trilhado, estendendo a abrangência dos temas conforme o movimento se consolidasse, mas, para que isso aconteça, é necessário que surja UM LÍDER, e que este seja confiável.