sábado, 15 de fevereiro de 2014

PODE ME CHAMAR DE BRASILZUELA.

VENEZUELA ONTEM - 14/02/14  
Ainda chocado com  a violência que está explodindo na Venezuela eu me deparei com similaridades entre aquele país e o Brasil atual.

Vejamos quais são elas:
A Venezuela é dirigida por Nicolás Maduro, que nunca passou de um fantoche de Hugo Chavez.
Morto Hugo Chavez, esse ser abjeto se tornou fantoche de Diosdado Cabello, e aí cabe observação para a ironia do nome; Diosdado significa "dado por Deus", um nome irônico para um traficante de Drogas e Armas, Assassino Frio, enfim, um bandido da pior espécie, que, obcecado pelo poder, domina o Congresso com mãos de ferro, chegando ao ponto de agredir fisicamente a deputados que ousam discordar das suas barbáries.

Expressão de sapiência de Dilma Rousseff
A exemplo a Venezuela, o Brasil também é dirigido atualmente por uma pessoa despreparada, tosca e nem um pouco inteligente, mas que chegou ao poder pelas mãos de lula, de quem sempre foi fantoche servil.
Caso lula venha faltar, o destino dessa criatura desprovida de vida própria é tornar-se fantoche dos bandidos do PT e do PMDB, e aí eu falo de nomes como José Dirceu, José Sarney, Renan Calheiros e outros bandidos de maior ou menor expressão.

Para que isso ocorresse na Venezuela foi preciso alterar a Constituição permitindo que governantes se reelegessem  indefinidamente, aparelhar o Judiciário com a nomeação de Juízes e Promotores bandidos para os cargos chave, empobrecer a população tornando-a cativa das ajudas do governo, destruir os centros formadores de cultura, destruir a liberdade de imprensa, desarmar a população e armar um exército de milícia, transformar o Congresso em um esconderijo de bandidos e dividir o país entre ricos e pobres, estimulando conflitos entre raças, credos e cor política.

Chavez, Diosdado e Maduro - o tripé do mal
Nos 15 anos que Hugo Chavez esteve no poder tudo isso foi feito, Diosdado Cabello tornou-se o todo poderoso Presidente do Congresso, a população empobreceu e se tornou cativa das ajudas governamentais, a cultura e a auto estima do povo desapareceu, a imprensa livre foi sufocada graças a leis aprovadas por Cabello, a Suprema Corte e o Congresso se transformaram no que Hugo Chavez sonhou, um valhacouto.

No Brasil está ocorrendo a mesma coisa, só não conseguiram mudar a Constituição, mas tentaram reiteradas vezes.
Por conta do Estatuto do Desarmamento o cidadão brasileiro está desarmado e refém do banditismo.
O Judiciário, salvo poucas e honrosas exceções está tomado por bandidos de toga.
Os Centros Formadores de Cultura, estão sendo destruídos pelos sistemas  de Cota, pelo sistema de admissão nas Universidades, e a corrupção ideológica que grassa solta no Ministério da Educação e Cultura, MEC.
A Liberdade de Imprensa está, a cada dia que passa, mais cerceada e vigiada.
O Exército de Milicia do Lula é o MST, que já tem treinamento de guerrilha urbana e na selva, mas existem outros, ligados ou não a ele, como os Sem Teto,  a UNE, e outros menos notáveis.
As Bolsas tornaram uma enorme quantidade de brasileiros cativos das ajudas do governo.
Quanto ao Congresso, creio ser dispensável falar a respeito.

Os resultados também são muito semelhantes;
Enquanto a corrupção e os gastos com a manutenção do sistema de sustentação levaram a Venezuela à bancarrota, À desindustrialização,ao desabastecimento e à fome; no Brasil, esses mesmos fatores estão levando a Economia ao caos, e, problemas pontuais de desabastecimento já começam a aparecer.

A corrupção levou à falência a PDVSA, petroleira exportadora, hoje obrigada a trocar milhões de barris do seu petróleo cru por gasolina e diesel refinados em outros países, especialmente com os Estados Unidos, situação em muito semelhante ao da Petrobras, que viu seus lucros se perderem num mar de corrupção, incompetência e desmandos, enquanto que o endividamento aumentou assustadoramente, a ponto de suas ações despencarem a níveis abissais.

A criminalidade venezuelana atinge hoje níveis assustadores, e isso se deve em muito pela proximidade de políticos e militares com o tráfico de drogas, situação que, aos poucos vai se mostrando semelhante aqui no Brasil. Recentemente, um coronel o Exército Venezuelano foi pego com 500 kg de cocaina, enquanto que no Brasil, o helicóptero de um senador da república foi surpreendido com a mesma quantidade da droga.

Quando nos tornaremos uma Venezuela eu não sei, mas, se o PT e seus asseclas se mantiverem no poder por mais 4 anos eu não tenho nenhuma dúvida que chegaremos a 2018 na mesma situação.






sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

BOLSONARO: DIREITOS HUMANOS SÃO PARA HUMANOS DIREITOS






Poucas vezes eu concordei plenamente com o Deputado Jair Bolsonaro, desta vez ele arrasou.

Vale a pena assistir até o final.