quarta-feira, 11 de julho de 2012

DEMÓSTENES - O MELANCÓLICO FIM DE UM COVARDE


Demóstenes Torres foi cassado.
Ao invés de aproveitar seus últimos 35 minutos de tribuna no Senado Federal para cair atirando, e gritar para o Brasil ouvir, minúcias do esquema Cachoeira, Delta, Governos Estaduais e Federal, que, com certeza você conhece como ninguém, você preferiu usar da covardia dos bandidos pé de chinelo e choramingar uma inocência, que, sabidamente ninguém iria crer, e esperar uma clemência que, sabidamente ninguém iria ter.

Uma boa parte do Brasil esperava que você fosse menos covarde, Demóstenes.
Uma porção de brasileiros estavam esperançosos que você tombasse, mas tombasse como um valente, não como tombam os bandidos da arraia miúda, que você cansou de jogar na cadeia apesar de jurarem inocência.

Como covarde que é, ouviu o sanguessuga humberto costa pisotear sobre a sua biografia, assistiu jader barbalho, quem diria, olhá-lo com desprezo, foi linchado na pouca moral que lhe restou por bandidos de todas as espécies, e se calou.

Mais de uma vez você traiu ao Brasileiro; Traiu os que em você votaram esperando que você os representasse e devolvesse ao senado um pouco de honestidade, e os traiu novamente ao se calar e deixar que caçassem o seu mandato sem dizer quem eram seus cúmplices no senado, porque, decerto eles existem.
Caiu sem contar aos brasileiros como Delta e Cachoeira operavam nos governos estaduais e federal, quem eram os seus contatos e quanto ganhavam, permitindo que os esquemas de roubalheira se perpetuem.

Não é atribuição de um membro do ministério público acobertar bandidos, e também não é função de um senador, e, nas suas duas funções você os acobertou

Decididamente Demóstenes você mais que mereceu o destino que teve .. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário