domingo, 12 de fevereiro de 2012

OS MEIOS DE COMUNICAÇÃO A SERVIÇO DO LULO-PETISMO.


A campanha eleitoral lulo-petista está nas ruas, e neste ano temos alguns fatos novos.

Estados governados por lulo-petistas ou seus aliados, como Bahia, RJ, e Espírito Santo enfrentam greves e ameaça de greves, coisa que até então era privilégio dos estados governados pela oposição, mas isso não quer dizer que a ameaça de algumas convulsões ocorrerem em São Paulo, Minas, e Paraná esteja afastada.

Como já foi escrito em comentários anteriores, o lulo-petismo tem nas convulsões sociais provocadas o seu grande aliado eleitoral, e, para que isso fosse possível, um número infinito de agitadores e “fazedores de greve” foi treinado e capacitado, e é no Estado de São P\aulo que está concentrado o maior número deles.

Eu trato as greves de “convulsões sociais” por elas prejudicarem a quem menos tem a ver com elas; um sem número de pessoas que vivem nos estados e cidades, que pagam seus impostos em dia, e, em elas ocorrendo, ficam sem transporte, segurança, assistência médica, serviços públicos, educação, etc. independente da legalidade ou não delas.

Mas existe um outro tipo acontecimento social do qual o lulo-petismo se serve costumeiramente; a comoção fabricada em cima de um determinado assunto.

Em São Paulo algumas tentativas foram realizadas recentemente e todas elas, felizmente não atingiram o seu objetivo, e algumas estão em curso  (Leia aqui)  (E aqui), porém, o Governo do Estado tem conseguido neutralizá-las.

Começaram no meio do ano passado com os alunos da PUC exigindo o direito de fumar maconha em um pacato bairro paulistano, e, meses depois, pelo mesmo motivo, no Campus Butantã da Universidade de São Paulo, e, nas duas tentativas a solução empregada pelo governo do estado foi a mesma: CUMPRA-SE A LEI, e, o fato de querer se fazer cumprir o que manda a lei desencadeou o que eles chamam de motivo justo para a baderna.

Na Cracolândia e na desocupação da área particular invadida, denominada Pinheirinho, em São José dos Campos aconteceu a mesma coisa. Agitadores ligados ao lulo-petismo tentaram transformar de ações legais, sobejamente confirmadas por todas as instâncias jurídicas, (inclusive no STF, instância que, desconfia-se, sempre atue a favor dos atuais mandatários) e limpamente executadas, em atos de nazi-facismo.

Nisso tudo, a imprensa ocupa um papel importante, pois, é da maneira como se noticia que se consegue ou não, adesão popular aos movimentos, e nisso, existe hoje um tremendo parcialismo de quase todos os meios de comunicação, este, infelizmente pendendo para o lado dos atuais donos do poder em detrimento da verdade.

Para os noticiários, de uma maneira geral, quando a localidade não é governada pelo lulo-petismo, agitador, grevista, invasor ou drogado é estudante, trabalhador, excluído, ou vítima; policial é violento ou até mesmo bandido, Governos e Juízes que se pautam pela lei, insensíveis, anti-democráticos, prepotentes, violentos, incompetentes etc..

Mas esses mesmos personagens mudam de apresentação quando o reduto é lulo-petista. Quando a informação chega, visto que em grande parte das vezes ela é suprimida, grevista vira bandido, desordeiro, invasor é invasor mesmo, drogado deixa de ser problema social e vira maconheiro, traficante ou quadrilheiro, as mais variadas formas de repressão aos movimentos são dadas como legalistas, e, governadores e juízes que espancam e prendem os envolvidos são tidos como protetores da lei e da justiça.

Os motivos que levam os meios de comunicação a adotarem essa dualidade comportamental são: basicamente 2: dinheiro grande e fácil e chantagem.

Essas ações se desenvolvem juntos aos GRANDES GRUPOS de comunicação, normalmente sediados nas capitais dos estados, pois os meios de comunicação existentes no interior dos estados são meros retransmissores do que se noticia nos grandes veículos ou são orientados por associações e sociedades que não têm o menor interesse em conflitar com o poder.

O dia em que o PSDB entender que a estrutura de poder do lulo-petismo está no alcance da capilaridade dos grandes meios de comunicação, e passar a desenvolver ações específicas para cada informação dúbia ou mal intencionada que se perceba nos GRANDES meios de comunicação dos estados e municípios que governa, como processos criminais, corte de verbas estaduais e municipais para TODOS os afiliados e retransmissores do grupo pego nessas condições, vai notar como o tratamento muda.

Já é passada a hora dos que se dizem oposição, mostrar ao lulo-petismo e seus aliados que NOS também sabemos retribuir favores e ofensas com a mesma intensidade, e, sem esse entendimento e providências, é melhor que nos retiremos de cena, pois, nos quesitos mentir e esconder e distorcer fatos o lulo-petismo se mostra imbatível, e a única arma de que NOS, contribuintes e cidadãos do bem contamos é a VERDADE, e ela tem que que SER MOSTRADA COMO ELA É E NÃO COMO QUEREM OS ATUAIS MANDATÁRIOS, mesmo que para isso tenhamos que utilizar as mesmas armas rasteiras de que se servem os lulo-petistas.

ACORDA PSDB !!!!


Nenhum comentário:

Postar um comentário