terça-feira, 22 de maio de 2012

LULA E QUADRILHA USAM A CÂMARA DOS VEREADORES DE SAMPA PARA LANÇAR MARTA.

Em noite de gala, o pt lançou oficialmente a sua candidata à prefeitura de São Paulo.
(Link para a reportagem de VEJA aqui)
Em cerimônia ocorrida na Câmara Municipal, com a presença da presidAnta "de direito" e do presidente "de fato", com direito a discurso de meia hora, lula oficializou a candidatura de marta teresa smith vasconcelos suplicy à prefeitura da maior cidade da América Latina.
Isso para mim não constitui novidade alguma, pois faz tempo que eu venho dizendo que hadad é só um "coelho", (estratégia usada em provas pedestres e ciclísticas para desgastar concorrentes) e a verdadeira candidata é sim, marta suplicy.
Em uma demonstração de submissão e cumplicidade, a câmara dos vereadores de São Paulo, aquela mesma que aprovou a doação de um terreno pertencente ao município para lula expor suas deslavadas mentiras, concedeu ao presidente que mais maltratou o Estado e a Cidade de São Paulo, o título de Cidadão Paulistano e a Medalha Anchieta, comenda destinada a quem prestou relevantes serviços à comunidade Paulistana.
Isso tudo, tendo em conta o estado de subserviência que tomou conta, não só dos políticos paulistanos, mas de todo o Brasil, não chega a causar espanto.
Espantoso mesmo foi o discurso do lula.
Em mais uma demonstração de desprezo pela inteligência do paulistano, no seu falatório de meia hora insultou os eleitores que não elegeram marta em duas eleições seguidas, sendo a primeira, quando tentou reeleger-se, e foi reprovada nas urnas pelo eleitor que preferiu José Serra, e na segunda reprovação, foi derrotada por Gilberto Kassab.
Insultou sim, pois ao dizer que foi vítima de preconceito ao optar governar para os "pobres", chamou de burros 51% dos sete milhões de eleitores que compõem o colégio eleitoral da cidade de São Paulo.
Insultou, insulta e continuará insultando a justiça eleitoral ao fazer propaganda antecipada de uma candidatura, que só não dá como certa por quem não entende de política.
Finalmente, insultou os milhões de brasileiros que acreditaram na veracidade do seu câncer e dele se compadeceram, quando este era somente parte de um plano para mantê-lo afastado, pelo menos por uns tempos, dos crimes que cometeu quando presidente deste país, pois, quem se recupera de um tratamento de câncer de laringe, seguramente não consegue falar pelo tempo que falou.
Diante desse quadro, só esta "tirada" do grande pensador urbano Millor Fernandes:
" A MENTIRA É A ÚNICA VERDADE DO MENTIROSO. JÁ QUE À FORÇA DE MENTIR ELE NÃO CRÊ EM MAIS NINGUÉM."

Nenhum comentário:

Postar um comentário