terça-feira, 17 de abril de 2012

LULA, LULO-PETISMO, MST, COMUNISMO E BADERNA - TUDO A VER



Já faz tempo que este espaço e mais alguns outros têm advertido sobre o verdadeiro papel do MST e outros "movimentos sociais" na estrutura do lulo-petismo, porém essas advertências não encontram eco nos meios de comunicação.

Longe de representarem um movimento reivindicatório, eles são exércitos informais que o lulo-petismo movimenta de acordo com os seus planos de dominação e poder.

Esses exércitos se prestam a tudo e a todas as escabrosas manobras de interesse do lulo-petismo, que vão desde campanhas de desacreditação de adversários políticos até vinganças pessoais por atos praticados contra seus mentores.

Por exemplo: a invasão do Palácio de Governo do Estado do Ceará ocorrida ontem, suspeito eu, que outra coisa não foi, senão uma represália ao governador Cid Gomes, que reagiu a altura a uma grosseria feita a ele pela grosseira e despreparada presidAnta da República.

No dia de hoje, 17 de abril. a mobilização desses exércitos se dá em quase todo país, bloqueando estradas, invadindo e destruindo propriedades particulares e prédios públicos sem que nenhuma força repressiva seja usada contra eles, e, caso sejam, todos os meios de comunicação irão criminalizar a ação repressiva e enaltecer, ou pelo menos desculpar a ação desses bandidos.

Esses exércitos informais veem sendo formados, durante anos, e o seu recrutamento é feito nas camadas mais suscetíveis e menos favorecidas da população brasileira, e hoje, contam com um contingente maior e melhor treinado que as FARC colombiana, pois estas, dado ao duro combate que lhes foi imposto por sucessivos governos, encontram-se confinadas na selva e nas montanhas da Colômbia, enquanto que, esses combatentes do lulo-petismo estão agrupados em acampamentos de beira de estrada, assentamentos rurais, cortiços e favelas urbanas, e, dependendo dos interesses políticos, surgem do nada, aos milhares, com suas bandeiras vermelhas, suas foices e facões afiados, suas revindicações descabidas, apoiados, protegidos e incentivados por lulo-petistas travestidos de guardiões dos "direitos humanos".

Os "movimentos sociais" levam uma vantagem sobre as FARC ao não serem caracterizados como o que realmente são; um exército de guerrilha.

Esses exércitos sem lei e sem rosto veem sendo estimulados em quase todos os países da América do Sul, estando hoje presentes na Bolívia, Paraguai, Venezuela, Equador, Brasil, coincidentemente, países que estão se afastando da democracia, do Estado de Direito, para abraçar regimes ditatoriais com tendências comunistas.

Enquanto os soldados desses exércitos habitam barracas de lona preta a beira de estradas e cortiços mal cheirosos, os seus criadores e incentivadores transitam por suntuosos salões da capital federal.

Enquanto seus "soldados" morrem a míngua, o seu chefe cuida de um "câncer político" em um dos melhores hospitais do mundo, indiferente ao sofrimento que esses "movimentos sociais" impingem à sociedade Brasileira.

Enquanto nos, que trabalhamos e pagamos impostos, nos vemos impedidos de chegar ao nosso destino, produtores honrados veem suas plantações destruídas, roubadas, seu gado abatido para saciar a fome de bandidos desordeiros, grupos de defensores dos direitos humanos atacam quem ousa combatê-los.

Se essa situação evoluir, muito em breve esses marginais deixarão de ser interessantes inclusive ao lulo-petismo, porém aí já será muito tarde, pois eles já estarão suficientemente organizados, e o seu combate, certamente conduzirá o país a uma revolução armada de consequências imprevisíveis.

Essa será, sem dúvida a grande herança que lula e o seu lulo-petismo deixarão para os brasileiros quando se forem

Nenhum comentário:

Postar um comentário