sexta-feira, 8 de junho de 2012

PORQUE EU ACREDITO QUE SERÁ MARTA A CANDIDATA À PREFEITURA DE SÃO PAULO

A antipática, prepotente e casca grossa marta tereza smith vasconcelos suplicy, a exemplo de seu ex-marido, eduardo matarazzo suplicy, se pobres fossem, nem para bandidos serviriam.


Como ele, ela tentou ser um monte de coisas na vida, porém, a sua casca grossice e as suas poucas qualidades para enfrentar uma carreira profissional séria frustraram seus planos,


Psicóloga por formação, tentou a vida clinicando, porém, como seus problemas pessoais eram mais sérios que os dos seus pacientes, e muito breve descobriu que não daria para a coisa.


Tentou então a carreira de "sexóloga", talvez movida pela sua própria vida sexual, que, se comenta à "boca grande", foi das mais atribuladas, e como tal, estrelou alguns programas de televisão ensinando as mulheres como se portar na cama. 


O final de sua carreira se deu ao conselhar, ainda nos anos 70, mulheres cujos maridos se recusassem a usar preservativo, a lançar mão do sexo anal como método contraceptivo, o que gerou uma grita geral da igreja e da imprensa da época e mais uma tentativa profissional frustrada.


Com esse currículo de fracassos, a exemplo de seu então marido, ela só poderia dar certo na política, e somente em um partido: O PT,  


E não é que deu "certo"!!! Pelo pt foi vereadora e prefeita de São Paulo, ministra do governo lula e atualmente é senadora da República, e em todos esses cargos, a sua incontinência verbal lhe causou problemas; Como prefeita é dela a frase: "pobre é muito falso. Vive reclamando que não tem nada e quando vem a enchente diz que perdeu tudo", e, só para não me alongar, como ministra do turismo o célebre "relaxa e goza".
Como não podia ser diferente, senadora, ocupa hoje a vice-presidência do senado e é odiada pelos seus pares devido o mau gênio e prepotência com que trata seus iguais.


Essa extensa lista de insucessos fizeram dela uma pessoa antipatizada pela sociedade pensante e não pensante, desqualificando-a para disputar qualquer cargo eletivo na cidade de São Paulo, mas ela é a única pessoa ainda não muito enrolada em denúncias graves, ou crimes perversos dentro do pt, apta para disputar com alguma chance a prefeitura da maior cidade da América do Sul. 


Aliado a isso, o histórico eleitoral de lula em São Paulo não o credenciam a tentar impor um candidato posto que todas as vezes em que foi candidato a cargos majoritários foi derrotado na capital e no estado, e, mesmo quando presidente e gozando de uma grande aprovação não conseguiu reeleger marta, porque a maioria dos eleitores paulistanos o rejeitam, da mesma forma que rejeitam marta.


A única forma de o pt ter alguma condição nesta eleição, mesmo com um Kassab mal avaliado, é dar à candidatura de marta uma conotação de dissidência ao lula,  e é o que está sendo feito, creio eu, pela importância que a imprensa tem dado a sua ausência na campanha haddad, que as vezes chega a ser maior que a dada à presença do próprio candidato.


Caso as tentativas de melar haddad como candidato com a ajuda do PSDB não deem certo, como foi o caso da aparição deste no programa do ratinho, às vésperas do final do prazo para a oficialização das candidaturas, ele anunciará sua desistência e marta será lançada como a heroína que vai salvar o pt e a cidade das garras do Serra.


Se o Serra acredita que esta eleição será entre ele e o energúmeno do haddad, engana-se redondamente, porém, escolado do jeito que ele é, não se deixaria engambelar tão facilmente, principalmente com dados tão claros na sua frente. 


É esperar pra ver.


Texto: Jorge Temer
Arte: Roque Sponholz





Nenhum comentário:

Postar um comentário