terça-feira, 5 de junho de 2012

UM LANCE DE MESTRE NO XADREZ ELEITORAL PAULISTA

Fiquei sabendo que o Tiririca, e o seu partido, o PR, iria apoiar Serra na disputa pela prefeitura paulistana na quinta feira, dia 31 de maio.


Confesso que isso me incomodou muito num primeiro momento, depois assimilei o golpe e comecei a pensar nos motivos que levaram ao PSDB paulistano a aceitar semelhante "ajuda" e cheguei a algumas conclusões que podem fazer sentido.


O sistema eleitoral brasileiro é perverso, para dizer o mínimo, ao permitir, em primeiro lugar, que partidos se coliguem independentemente dos seus propósitos e ideologias, posto que isso não lhes é pedido, e isso faz com que em época de eleições, verdadeiras imobiliárias especializadas em locação de partidos políticos funcionem a todo vapor e o pt se apercebeu disso, tornando-se o melhor cliente delas, coisa que o PSDB se recusou a fazer.



O PSDB pagou caro por se recusar aceitar esse tipo de acerto, pois ao manter-se vestido de freira no lupanar político eleitoreiro, perdeu três eleições presidenciais, e permitiu que o lulo-petismo avançasse perigosamente em suas pretensões totalitárias, chegando a ameaçar a última trincheira contra a tomada total do poder pelo lulo-petismo, que é o Estado de São Paulo.

Dessa forma, em uma eleição complicada como é esta, pela prefeitura da maior cidade da América do Sul e Terceiro Orçamento do Brasil, e, no entender do lula, ponta de lança rumo ao Palácio dos Bandeirantes e à sua re- reeleição em 2014, apoios e coligações são importantes, não importando de onde venham, valendo até casar Jacaré com Cobra D 'água, que é como eu vejo essa coligação.


Esse casamento, por mais estranho que pareça, provavelmente vai se mostrar uma arma eficiente contra as pretensões do lula de eleger o guguhadad ou qualquer outro que venha substituí-lo em um eventual afastamento, posto que retira do pt a sua arma predileta que é o ataque rasteiro aos adversários, pois não há como atacar o PR em São Paulo, sem se incriminar  em nível nacional e complicar-se em votações futuras na câmara, senado e até  na CPMI, pois o presidente do partido, senador alfredo nascimento foi ministro do governo lula por oito anos e mais um ano do governo dilma, sendo relutantemente afastado depois que VEJA encabeçou uma saraivada de denúncias contra os atos de corrupção no ministério dos Transportes, que acabaram por alastrar-se por toda a imprensa, e isso se aplica ao senador blairo maggi, deputo protógenes queiróz, e outros.


Uma prova de que esse raciocínio não está errado é ver estampada nos jornais de hoje a declaração do guguhadad lamentando o abandono do PR à sua candidatura, porém sem atacá-los diretamente.

Finalmente o PSDB entendeu que veneno de cobra se cura com o veneno da própria cobra.


Eu e o Brasil legalista esperamos que esta atitude do PSDB tenha como consequência a quebra da espinha dorsal do lulo-petismo na cidade de São Paulo, no Estado e no Brasil, que reponha o país nos eixos, e no caminho da convivência democrática, livrando-nos sobretudo, da CORRUPÇÃO GALOPANTE QUE LULA E SUA QUADRILHA ESTABELECERAM COMO MANEIRA DE FAZER POLÍTICA.

















Nenhum comentário:

Postar um comentário