quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

CRACOLÂNDIA – OS HUMANOS ESTÃO RETOMANDO O QUE É SEU




A proteção das “minorias” sempre foi o ponto alto do discurso lulo-petista, NÃO LEVANDO EM CONTA a vontade dos contribuintes, que são os que pagam a conta. Essas ações quase sempre provocam celêumas, e essas  celêumas  servem de esconderijo perfeito para ações outras, sejam elas políticas ou escusas, o que, em se tratando de algo emanado do lula e do pt, vem ser a mesma coisa.

O casamento gay por exemplo, ocupou boa parte do tempo da “midia” tupiniquim com um assunto que só diz respeito aos interessados, mas, os noticiários bombardearam o povo com essa parlapatice durante semanas. Ora, do que nos importa um sujeito quer casar com um homem, mulher, camelo ou jabuti?

Mas isso foi só para dar uma ideia do que significam as reações da imprensa à ação do Governo Paulista na cracolandia.

Não faz muito tempo presenciamos uma ação muito mais escabrosa no rio de Janeiro, onde vimos homens sendo abatidos a tiros que partiram de um helicóptero da polícia, coisa considerada CRIME DE GUERRA pela convenção de Genebra, e a imprensa ao invéz de condenar o ato, aplaudiu.

Em São Paulo, uma tentativa de recuperar o Centro Histórico da maior e mais importante cidade da América do Sul é impiedosamente bombardeada pelos meios de comunicação e por parte do judiciário capacho.

Os viciados, inconformados com o fato de serem desalojados rebelaram-se, obrigando a utilização da força pelas autoridades, e, sem dar importância ao fato de terem transformado uma parte do centro de São Paulo em “esgôto a céu aberto”, com dejetos de gente infestando o local, a imprensa veio em defesa dos “direitos humanos”, como se fosse direito humano deteriorar-se, e deteriorar o local onde outras pessoas, que não compactuam com o vício vivem ou querem viver.

Uma coisa fica evidenciada; pela reação de escribas ligados e sustentados pelo lulo-petismo, dos grupos dos “direitos dos Manos” e de jornais sabujos, o Governo Paulista está no caminho certo.

A base de combate ao comércio e uso de drogas é o viciado, e é no viciado que o combate tem que se iniciar.

O viciado não é doente, é tão criminoso quanto o traficante, posto ser ele quem alimenta esse comércio, mas “sumidades” no assunto, como o Walter Fanganielo Maierovitch, que foi secretário de políticas anti-drogas do governo FHC e hoje é articulista de veículos comprometidos com o lulo-petismo como carta capital e blog terra, usando de uma auto-afirmação de “autoridade no assunto” classifica a ação Paulista como criminosa, enquanto que, os crimes cometidos por forças federais e estaduais no estado do Rio foram por ele glorificadas.

É da defesa de “minorias” criminosas, como mst, sem teto, drogados e invasores que o lulo-petismo tira subsídios para denegrir as boas iniciativas dos governos opositores, porém, essas defesas não passam de palavrório inútil, posto que, em 9 anos de governo lulo-petista nada foi feito no sentido de se acuar o viciado, limitando as suas ações à pirotécinias contra traficantes cariocas, que resultaram em absolutamente nada.

A Sociedade Produtiva, que paga impostos para ter sossego e poder trabalhar, não concorda em viver acuada por drogados, que, além do crime de usar drogas, roubam e matam para sustentar o seu vício, o tráfico e o traficante.

Nós, CONTRIBUINTES E CIDADÃOS, não concordamos com a política assistencialista implementada pelo governo lulo-petista no combate ao tráfico e uso de drogas.

Nós, CONTRIBUINTES E CIDADÃOS queremos viver em paz dentro e fora de nossas casas, sem que tenhamos que nos defrontar com drogados armados a nos ameaçar, e, se para isso o direito dos “dejetos humanos” tiverem que ser desrespeitados, que se faça, para que humanos possam usufruir daquilo que conseguiram com sacrifício..


Nenhum comentário:

Postar um comentário