terça-feira, 10 de janeiro de 2012

O JUDICIÁRIO E A CONTRAVENÇÃO - UMA COMPARAÇÃO


VALE O QUE ESTÁ ESCRITO
O Judiciário e o jogo de bicho têm um principio em comum, VALE O QUE ESTÁ ESCRITO.
Verdade? No jogo de bicho é certo que sim, no Judiciário, nem tanto.
Se você jogou 1313 (borboleta) em qualquer das extrações desse jogo, qualquer que seja o valor ganho, certamente você receberá, e o único documento que o habilita a receber a quantia ganha é um papelucho que o contraventor, normalmente semianalfabeto, lhe da na hora da aposta.
No Judiciário, códigos custosíssimos são elaborados, advogados lustram bancos das faculdades durante anos, submetem-se a rigorosíssimos exames para se tornarem aptos à aplicação da lei que já esta escrita, Juízes e Promotores estudam anos a fio para garantir que seus conhecimentos do que já está escrito será cumprido, mas ... na hora do “vamos ver, não é bem assim.
Por exemplo: a formação de quadrilha ou bando é crime previsto no Código de Processo Penal. Roubar, Furtar, Subornar e Aceitar Suborno também são crimes, pois também são partes descritas como tal no mesmo CPP, porém, no Brasil temos uma situação muito diferente, senão vejamos:
Aqui esta instalada a maior quadrilha já descrita na historia da humanidade, com a sua configuração, esquema organizacional e “modus operandi” conhecidos, e nada se faz para detê-los..
O seu chefe é luiz inacio lula da silva, cangaceiro pernambucano, que usa, ou usou os disfarces de torneiro mecânico e presidente da republica, e tem seu lugar tenente, o seu Corisco, o também conhecidíssimo, josé dirceu, que usa ou usou disfarces de líder estudantil, guerrilheiro de merda e ministro de estado.
Pois bem, o tal luis inacio, jose dirceu e uma malta de assaltantes que também se intitula partido politico formaram uma quadrilha e até deram nome a ela: partido dos trabalhadores, também conhecido por pt.
Essa quadrilha assalta cofres públicos, suborna, aceita suborno, quando acuada, comete assassinatos, (que o diga Celso Daniel, Toninho do pt e outros) e ai está, operando impune, em plena luz do dia.
Alguns integrantes menores dessa quadrilha, que não dispõem de foro privilegiado, e, graças ao trabalho promotores e juízes de primeira instancia, que se atêm apenas ao que está escrito na lei, chegam a ser condenados, porem, ao recorrerem das sentenças, acabam inocentados pelos tribunais superiores, pois estes iluminados juristas, interpretam o que esta escrito de acordo com a necessidade, o poder aquisitivo ou a importância política do julgado
Um dos casos mais emblemáticos dessa situação é o Escândalo do Mensalão
Nesse caso a quadrilha toda foi identificada, tiveram seus crimes tipificados e devidamente denunciados aos juízes encarregados de metê-los na cadeia. E o que aconteceu? O caso foi parar nas mãos de um relator entrevado e se arrasta há anos sem que ninguém esteja preso.
O cangaceiro zé dirceu, também alcunhado pedro caroço, denunciado (indevidamente) como chefe da quadrilha frequenta hoje as altas rodas do poder financeiro, seus asseclas estão na câmara dos deputados, elaborando em ritmo acelerado, leis que os possam livrar da cadeia e o verdadeiro chefe do bando, o cangaceiro (ficaria melhor cachaceiro) luis inacio se recupera de um suposto e oportuno câncer de laringe, comodamente instalado em seu apartamento, com direito a tratamento VIP, totalmente pago pelos assaltados.
Agora a pergunta: EM QUEM VOCÊ PODE CONFIAR, NO BICHEIRO, TIDO COMO CRIMINOSO, OU NA NOSSA JUSTIÇA?

2 comentários:

  1. Big George, você vaticinou o epílogo verdadeiro com quase dois anos de antecedência. Parabéns amigo. Alexandre Moreira (Ogro)

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir